Boletim Informativo

Plano de Contas 2015


O Tribunal de Contas do estado de São Paulo divulgou o novo Plano de Contas para 2015, houveram modificações no Plano de Contas Contábil, na Receita, Despesa, Códigos de Aplicação, etc. 
Alertamos os municípios que já tem o orçamento aprovado, para que realizem as alterações necessárias.

Segue o link da publicação e os anexos publicados.

http://www4.tce.sp.gov.br/plano-de-contas-2015-0

 

Baixar Anexo I Baixar Anexo II

O que é a Audesp?


O projeto Auditoria Eletrônica de Órgãos Públicos é uma iniciativa do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo no aperfeiçoamento do controle de gestão governamental que objetiva, através do concurso da tecnologia da informação, aprimorar os procedimentos de coleta de dados e informações dos órgãos fiscalizados, buscando maior agilidade nos trabalhos, aumento da qualidade dos dados e como conseqüência natural, o cumprimento da missão constitucional de fiscalizar e controlar as contas públicas paulistas com o máximo grau de eficiência e eficácia, em benefício da sociedade.

.: Objetivo

Disponibilizar, para os envolvidos com o processo de fiscalização, um banco de dados contendo informações de cada órgão, em especial a sua contabilidade, com conteúdo padronizado e atualizado diretamente pelos próprios órgãos objeto de fiscalização. As informações constantes do banco de dados resultante desse processo serão também disponibilizadas, via Internet, ao público em geral.

.: Contexto

O Projeto AUDESP é uma das prioridades que o Comitê de Tecnologia da Informação escolheu para ser desenvolvido pelo corpo técnico da Casa, iniciou-se em meados de 2003, passando por várias fases, desde o levantamento de problemas, coletas de sugestões, reuniões periódicas, pesquisa do nível de informatização dos órgãos jurisdicionados, dentre outras. Estes levantamentos apoiarão a decisão de modelagem da solução a ser adotada pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. As decisões tomadas no contexto deste Projeto e que afetem o cotidiano das atividades dos órgãos municipais serão discutidos e validados em conjunto, seja pelo canal direto de comunicação criado para este fim, bem como através de fóruns ou reuniões a serem realizados, se necessário for.

Baixar o Manual

NOVOS RUMOS DA CONTABILIDADE NO SETOR PÚBLICO

Em suas últimas reuniões de trabalho com os municípios o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, vem alertando as empresas de informática para o fato de estarem constatando que apesar dos diversos avisos, muitas Prefeituras ainda dependem totalmente de técnicos de empresas desenvolvedoras de sistemas de contabilidade ou de técnicos contratados para prestar assistência técnica. Na reunião alertaram que o TCE estará atuando para que os contadores responsáveis pelos serviços das Prefeituras não fiquem totalmente dependentes das empresas ou de técnicos contratados. Afirmaram que as empresas devem sim capacitar os técnicos (contadores, tesoureiros, etc.,) para que saibam usar o sistema e tenham total domínio de suas responsabilidades, frente ao Tribunal de Contas quanto a execução de todos os atos necessários para contabilização,

Leia mais...

RFID no Controle Patrimonial

Um sistema de controle de patrimônio RFID básico compõe-se de: Etiqueta de patrimônio RFID: Tag , RF tag ou “Transponder” que é basicamente composto por: chip, antena conectado ao chip, e material para fazer o encapsulamento do chip e da antena. Antena ou Leitor móvel com antena: Emite sinal de rádio para ativar o Tag, ou seja ler e escrever dependendo do tipo de tag. Sistema de controle patrimonial: Onde serão processadas as atualizações referentes a movimentações dos bens capturados pela antena ou leitora móvel com antena.

 

Leia mais...

TROCA DE CÓDIGOS EXCLUÍDOS DO PLANO DE CONTAS STN/AUDESP

NSTRUÇÕES PARA ADEQUAÇÃO DE CONTAS EXCLUIDAS OU ALTERADAS

PLANO DE CONTAS STN - AUDESP

 

1 - RECEITA PÚBLICA

Nas receitas o plano de contas da STN somente foram afetadas três contas a saber 1112.04.31 e qualquer código desdobrado da conta 1112.04.30 RETIDO NAS FONTES, 2421.99.00 e qualquer desdobramento desta conta. 2421.99.00 OUTRAS TRANSFERÊNCIAS DA UNIÃO, 2422.99.00 e qualquer desdobramento desta conta 2422.99.00 OUTRAS TRANSFERÊNCIAS DOS ESTADO

LOGICA DE ACERTO

O primeiro passo antes  do  ajuste  das  fichas  antigas  para  as  novas  e  criar os eventos contábeis para o registro dos novos códigos 4.1.1.1.2.04.30, 4.2.4.2.1.99.00 e 4.2.4.2.2.99.00

1-Caso da conta 1112.04.31 e demais desdobramentos do código 1112.04.30. Deverá  ser  aberta  na  contabilidade  uma  ficha  de  receita  com  o  código 1112.04.30.00 RETIDO NAS FONTES que passa de conta sintética agregadora para conta analítica. A ficha  ou  fichas  de  Imposto  de  Renda Retido nas fontes que  tenham códigos  desdobrados deverão ter  seus  totais  arrecadados  ANULADO(S)  via  caixa  e  depois  todo(s)  valor(es) anulado(s) devem  dar entrada na nova ficha criada pelo total, indicando também o caixa.

Leia mais...